Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Além da Oralidade e da Biblioteca Colonial: O Ajami como fonte de Conhecimento da História e do Quotidiano da Diáspora Africana nas Américas.

agosto 21 @ 14:00 - 17:00

Livre

Palestra com objetivo de apresentar a contestação ao discursos de pensadores eurocêntricos, dentre eles  Hegel – (Georg Wilhelm Friedrich Hegel – 27 de agosto de 177014 de novembro de 1831), que alegava quem a África não tem história.  Vários intelectuais africanos do Continente e da Diáspora destacaram a importância da tradição oral africana como concorrente à escrita que seria europeia.

Nesta ocasião serão abordados pontos além da mera dicotomia escrita/oralidade, como também  haverá a demonstração de uma rica tradição escrita das línguas africanas. Também será demonstrada a importância de conhecer as literaturas em Ajami (escrita das línguas nativas a partir da apropriação do alfabeto árabe) a fim de apreender melhor a história assim  do cotidiano das disporás africanas nas Américas, particularmente a que diz respeito aos muçulmanos no Brasil.

Pesquisador Gana Ndiaye, senegalês, antropólogo do Departamento de Antropología, Boston University, EUA, Especialista em Mediacão Cultural, Doutorando em Antropología socio-cultural

Detalhes

Data:
agosto 21
Hora:
14:00 - 17:00
Preço:
Livre

Organizador

IPN

Local

Museu de Arte do Rio – MAR
Praça Mauá, 5
Rio de Janeiro,
+ Google Map