Herança e Futuro

O FotoRio Resiste e o IPN inauguram exposição

de fotógrafos negros e negras

Seleção reúne 22 trabalhos e será inaugurada no dia 18 de agosto, às 15 horas

 

Pelo terceiro ano consecutivo, o Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos realiza em sua galeria, uma exposição com a chancela do FotoRio Resiste, o mais importante festival de fotografia da cidade do Rio de Janeiro. Para esta edição, que será inaugurada no dia 18 de agosto, às 15 horas, foi feita uma convocatória pública dirigida aos fotógrafos afro-brasileiros de todo o país, com o objetivo de reunir o que tem de mais recente na produção nacional, ainda que neste grupo constem veteranos e novatos. Foram analisadas mais de setenta inscrições, em um período de um mês e foram selecionados vinte e dois trabalhos, pela comissão formada pela organização do FotoRio Resiste e os três curadores da exposição.

Um dos trabalhos selecionados para a mostra. / Marina Alves

A diversidade de linguagens e temas apresentados nesta mostra refletem claramente quão vasto é território percorrido por estes artistas, ainda que algumas das suas dificuldades sejam comuns a todos, em se tratando do espaço destinado à arte afro-brasileira nos centros culturais e galerias. Neste sentido, muitas alternativas vêm surgindo para suprir esta demanda e quebrar a barreira, sobretudo no âmbito do meio digital, por meio das redes sociais, evidenciando que a produção artística afro-brasiliera reivindica o seu “lugar de fala”.

A convocatória foi uma iniciativa do Coletivo FotógrafxsNegrxs – grupo criado por Leandro Cunha que visa construir uma rede de fotógrafas e fotógrafos negros para instrumentalizar e fomentar a produção destes criadores, com o objetivo de desenvolver uma narrativa que fortaleça e dê visibilidade à comunidade negra.

 

Projeto gráfico de Geraldo Volpe, sobre foto de Valda Nogueira.

Publicado em 17/ 08/ 18 por Categorias: Novidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *