Lei 10.639

A Justiça do Rio, por meio da 4a. Câmara Cível, acaba de conceder o direto de pericia nas escolas de Duque de Caxias (RJ) ao Instituto de Estudos e Pesquisas Afro-brasileiros (Ipeafro) e ao Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara). Em outras palavras, aplica-se na prática a fiscalização da lei que obriga o ensino de história africana e cultura afro-brasileira nas escolas de todo o território nacional.

Leia o furo de reportagem no jornal O Globo, coluna Ancelmo Gois.

Publicado em 04/ 04/ 18 por Categorias: Direitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.