Denúncia contra racismo

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-SP), pré-candidato à Presidência da República, foi denunciado no dia 13 de abril de 2018, pela Procuradoria Geral da República pelo crime de racismo. O parlamentar disparou ofensas ao povo quilombola, mulheres e LGBT’s durante uma palestra proferida no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, cujas gravações estão disponíveis na internet.

Cabe lembrar que o crime de racismo é inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão de 1 a 3 anos, acrescido de multa. Na denúncia, a procuradora da República, Raquel Dodge, pede que Bolsonaro pague R$ 400 mil por danos morais coletivos. Mais do que isso, é preciso coibir e proibir este tipo de crime, sobretudo daqueles vindos de quem deveria dar o exemplo e se apresenta como a melhor opção para governar o Brasil.

Leia mais sobre este caso.

Raquel Dodge, Procuradora Geral da República aceita denúncia contra Bolsonaro. (reprodução / redes sociais)

Publicado em 25/ 04/ 18 por Categorias: Direitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *