Homenagem à Tia Lúcia

Tia Lúcia – uma criadora

Nascida em 1942, Lucia Maria dos Santos, veio muito jovem da Bahia para o Rio de Janeiro, de acordo com os seus relatos. Trabalhou em casa de família desde então. Sua história poderia ser como a de muitas mulheres negras que vivem no Brasil, pautada pelo preconceito e a falta de oportunidades para viver de forma justa. Mesmo assim, esta sábia mulher se reinventou através de seu personagem, cujo pseudônimo era Tia Lúcia. Inspirada na tradição das tias baianas aportadas no Rio de Janeiro, a partir do final do século XIX, ela desenvolveu uma particular linguagem artística que incluía as artes visuais, canto, dança, performance e história oral. A partir da década de 1990, ela fez uso destas ferramentas e de seu livre trânsito pelas decadentes áreas do Santo Cristo e Gamboa,  onde começou a chamar a atenção das pessoas e eventualmente fazia algum trocado com o produto de sua arte.

 

Tia Lúcia pintando a cena da chacina de 5 garotos negros em um carro, utilizando um colchonete como suporte.

 

Por um período, ela se instalou em um ateliê temporário em uma sala do Centro Cultural José Bonifácio e foi naquela época que houve uma aproximação maior dela com o IPN. Transitava entre uma instituição e outra, até que o CCJB fechou suas portas. Criou inúmeras versões fictícias para a história do Cemitério dos Pretos Novos e seus ancestrais vindos da África para serem escravizados no Rio de Janeiro. Não demorou muito para que se tornasse figura querida pelos novos ocupantes da Região Portuária, ao inciarem o processo de revitalização dos bairros daquela área. Com a inauguração dos novos equipamentos culturais, Tia Lúcia era convidada com frequência para participar dos eventos, com suas palestras, performances e oficinas.

 

Em 2015, o IPN realizou a sua segunda exposição individual (a primeira também foi no IPN), Ateliê da Tia Lúcia, sob a curadoria de Marco Antonio Teobaldo, que garimpou uma série de objetos coletados pela artista (que posteriormente foram transformados em esculturas e instalações) e a convidou para se instalar na galeria e fazer daquele espaço, seu ambiente de trabalho pelo período de 3 meses. Suas famosas bobinas de máquinas de calcular eram utilizadas para as suas anotações e desenhos, como se fosse um sketchbook e por isso foram batizadas pelo curador de “sketch-roll” – rolo de rascunho, ganharam dimensões ampliadas a partir do uso da mesma técnica transposta para uma bobina de papel craft. Estas pinturas em grandes dimensões foram coladas diretamente nas paredes da galeria, ocupando todo espaço em formato de lambe-lambe.

 

Convite para a sua última exposição individual, no IPN.

Para a mesma exposição, um tecido com cenas colonialistas de escravidão (toile du jouy) serviu de suporte para receber uma imensa cabeça de negra, ricamente adornada e suspensa por hastes evocando uma flâmula de território. Meses depois, este trabalho cruzou o Atlântico, como destaque no pôster do Pavilhão do Brasil, na Bienal de Arquitetura de Veneza, sob a curadoria de Washington Fajardo. Foi o material mais procurado da exposição brasileira e se esgotou rapidamente. Suas obras transitam pelo mundo, pois não muito raro, colecionadores estrangeiros que visitavam o IPN compravam as suas obras. Mas o encanto de suas obras se potencializava com as suas histórias,  alinhavadas com enredos oníricos em que seres fantásticos e criaturas perseguiam uma menina (que às vezes poderia ser a figura de uma mulher) e dado momento era salva por heróis. A sua realidade se misturava com a fantasia e dessa forma, ela se vivia a sua arte dia-a-dia.

Detalhe do pôster distribuído na Bienal de Arquitetura de Veneza.

Tia Lúcia se foi, mas antes disso se tornou patrimônio imaterial do Rio de Janeiro, cujo legado de alegria e amor permanece vivo entre todos aqueles que conviveram com ela e aos que terão contato com a sua criação.

Tia Lúcia em performance no Mercado Mundo Mix, na Fundição Progresso.

Publicado em 15/ 09/ 18 por Categorias: cultura

«
»

2 respostas para “Homenagem à Tia Lúcia”

  1. TIA LUCIA E DAQUELAS MULHERES QUE QUEM CONHECEU JAMAIS SE ESQUECERÁ!!!!
    SIMPLES,DETERMINADA,CORAJOSA E SUPER ENGRAÇADA!!!
    VAI FAZER UMA BAITA FALTA ENTRE NOS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.